Secretaria do Rio de Janeiro estuda dobrar doses de Tamiflu para casos mais graves

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

13 de agosto de 2009

Brasil

Notícias relacionadas
Pessoas na Cidade do México vestindo máscaras em um trêm pelo vírus H1N1
Mais informações sobre a Gripe:


A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de janeiro poderá intensificar o tratamento com o medicamento osetalmivir (Tamiflu), nos casos mais graves de influenza A (H1N1). Hoje, segundo o secretário de Saúde, Sérgio Côrtes, o tratamento para cada paciente inclui a medicação com duas cápsulas do remédio por cinco dias. A proposta é passar a indicar o tratamento para mais dias.

A mudança no tratamento para casos mais graves está sendo discutida hoje (13) em mais um encontro do secretário de Saúde, Sérgio Côrtes, com médicos e especialistas da área de saúde, no centro do Rio de janeiro.


Cquote1.png

Estamos avançando para um lado muito mais técnico do ponto de vista de se discutir o uso do anti-viral, o Tamiflu nos casos mais graves com dose dobrada, com uma extensão maior do que os cinco dias, associado ou não a antibióticos.

Cquote2.svg




Segundo o secretário, por enquanto, a mudança no tratamento ainda está sendo discutida e, por isso, não há ainda nenhuma orientação oficial da Secretaria de Saúde para que a “dose dobrada” do medicamento seja aplicada nos casos mais graves.

Sergio Côrtes afirmou que ainda não é possível saber se a gripe suína está retrocedendo de forma sustentável, apesar de, nos últimos dias, ter diminuído o número de pacientes procurando hospitais ou ligando para o Disque-Gripe. Segundo ele, a Secretaria de Saúde já está começando a se preparar para o inverno do próximo ano.

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com