Secretária de publicitário diz que foi obrigada a mentir para polícia porque foi ameaçada

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de junho de 2005

Brasil


Fernanda Karina Ramos Somaggio, ex-secretária direta do publicitário Marcos Valério de Souza em entrevista para a revista brasileira Isto É - Dinheiro contou sobre como supostamente era feito o pagamento do mensalão. Dias depois, em depoimento para a Polícia Federal, voltou atrás e negou a entrevista feita para a revista. Agora, em um novo depoimento para a Polícia Federal, a secretária disse que o que havia dito para a revista foi verdade e que foi obrigada a mentir porque ela e seus familiares foram ameaçados no dia em que deu seu depoimento anterior para a polícia.

A informação do novo depoimento da secretária foi feito durante sessão da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Foi solicitada proteção policial para Karina.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a secretária arrumou um novo advogado segunda-feira, e disse que agora vai confirmar as declarações que fez à revista, inclusive as "malas de dinheiro" que disse ter visto.

Ver também

Fontes