SUS gasta mais de R$ 300 milhões no tratamento de doenças ligadas ao tabagismo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de março de 2008

A rede pública de saúde gasta mais de R$ 300 milhões por ano em tratamentos de doenças relacionadas ao tabagismo. Um estudo da pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Márcia Pinto mostra que além dos gastos do sistema de saúde, há também gastos previdenciários.

Grande parte das pessoas que têm doenças causadas pelo fumo estão em idade economicamente ativa, mas algumas delas estão impossibilitadas de trabalhar por consequência das doenças.

“Quem tem uma doença causada pelo tabagismo, como câncer de pulmão, às vezes está inabilitada para o trabalho ou aposentado precocemente e o governo tem que pagar essa aposentadoria. A carga econômica do tabagismo para o Sistema Único de Saúde (SUS) é muito alta”, explicou.

De acordo com o estudo de Márcia, os pacientes na faixa dos 35 a 60 anos de idade foram os responsáveis pelos maiores custos. “Justamente na idade produtiva”, disse.

A pesquisadora sugeriu medidas que devem ser tomadas pelo governo para diminuir os custos com doenças causadas pelo tabagismo. Entre elas está o aumento do preço do cigarro, que, segundo a pesquisadora, é um dos menores do mundo. Outra sugestão foi aumentar o número de locais fechados nos quais não se pode fumar “para proteger os fumantes passivos”. Por fim, ela sugeriu um maior número de ações educativas de prevenção.


Fontes