Rio é uma das quatro cidades finalistas para sediar Olimpíadas de 2016

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

4 de junho de 2008

A cidade do Rio de janeiro é umas das quatro cidades que disputarão a fase final para a escolha da sede das Olimpíadas de 2016. Essa é a primeira vez em que uma cidade brasileira está entre as candidatas finalistas, anunciadas hoje (4) pelo Comitê Olímpico Internacional, em Atenas, na Grécia. O Rio vai concorrer com Chicago (Estados Unidos), Tóquio (Japão) e Madri (Espanha). O anúncio final será feito no dia 2 de outubro de 2009, em Copenhague, na Dinamarca.

O Rio de janeiro participa da disputa pela terceira vez. As outras duas tentativas ocorreram nos preparativos para os jogos de 2004 e 2012. Em nenhuma delas, no entanto, a capital fluminense havia passado da primeira triagem.

O governador do Rio de janeiro, Sérgio Cabral, o prefeito da cidade, Cesar Maia, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, e o ministro do Esporte, Orlando Silva, participaram da cerimônia. Antes do anúncio, o ministro havia falado, em entrevista por telefone à Agência Brasil, sobre os benefícios que as olimpíadas podem trazer.

"Realizar no Rio de janeiro os Jogos Olímpicos de 2016 vai permitir multiplicar as conquistas dos Jogos Pan-Americanos. Primeiro, será uma promoção enorme para o Brasil, que tem crescido na área de turismo. O sonho olímpico de 2016 vai permitir multiplicar a promoção do Brasil no mundo, dos nossos destinos turísticos, belezas naturais, tradições culturais, inclusive, mostrando para o mundo a nossa competência. Somos um país moderno, com democracia, com crescimento econômico, com grandes empresas, e tudo isso pode ser promovido a partir dos jogos olímpicos na cidade do Rio de janeiro", afirmou.

O ministro do Esporte disse que os Jogos Pan-Americanos dotaram o Rio de janeiro de instalações que se aproximam muito do padrão olímpico. Portanto, boa parte dos investimentos em instalações já foi feita. Segundo ele, dessa vez a cidade ganharia mais em infra-estrutura, sobretudo, com o aperfeiçoamento do sistema de transportes públicos e em serviços como saúde e segurança.

"As Olimpíadas no Rio induzirão transformações importantes na cidade, fortalecerão o esporte na agenda nacional, e mobilizarão a juventude. Então, é bom porque moderniza infra-estrutura, qualifica serviços, motiva o Brasil a entrar em movimento e serve como uma forma fundamental de promoção do país, da nossa competência e das nossas tradições", afirmou Silva.

Sete cidades disputavam a vaga na fase final para a escolha da sede das Olimpíadas de 2016. Hoje foram eliminadas da disputa Doha (Qatar), Praga (República Tcheca) e Baku (Azerbaijão).

Veja mais notícias

Fontes