Revista Time escolhe Movimento Me Too como personalidade do ano sobre a luta contra os assédios

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

9 de dezembro de 2017

O movimento das mulheres que denunciaram o assédio, conhecido como #MeToo (Eu Também), foi escolhido na última quarta-feira (6) como "personalidade do ano 2017" pela revista norte-americana "Time".

"Esta é a mudança social mais rápida que vimos em décadas e começou com actos individuais de coragem por centenas de mulheres e também alguns homens, que se apresentaram para contar suas próprias histórias", afirmou o editor-chefe da revista, Edward Felsenthal.

O movimento social que tem o objectivo de aumentar a consciencialização sobre o assédio sexual e estupro ganhou as redes sociais com #MeToo. Este foi o 91º ano que a Time destacou uma pessoa ou um grupo de pessoas que marcaram a agenda informativa durante os últimos 12 meses.

Desde outubro, mais de cem pessoas (quase todas mulheres, mas inclui poucos homens) entre famosos e anônimos, denunciaram à imprensa que foram assediados e abusados sexualmente por indivíduos conhecidos no cinema, jornalismo, política e entre outras áreas nos Estados Unidos. As denúncias são da década de 1980 até início dessa década, causando o maior escândalo sexual sem pretendentes na história recente nos Estados Unidos. Todas as denúncias realizadas estão em investigação e já atingiram fora do país, especificamente ao Reino Unido.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati