Revista Time escolhe Movimento Me Too como personalidade do ano sobre a luta contra os assédios

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

9 de dezembro de 2017

O movimento das mulheres que denunciaram o assédio, conhecido como #MeToo (Eu Também), foi escolhido na última quarta-feira (6) como "personalidade do ano 2017" pela revista norte-americana "Time".

"Esta é a mudança social mais rápida que vimos em décadas e começou com actos individuais de coragem por centenas de mulheres e também alguns homens, que se apresentaram para contar suas próprias histórias", afirmou o editor-chefe da revista, Edward Felsenthal.

O movimento social que tem o objectivo de aumentar a consciencialização sobre o assédio sexual e estupro ganhou as redes sociais com #MeToo. Este foi o 91º ano que a Time destacou uma pessoa ou um grupo de pessoas que marcaram a agenda informativa durante os últimos 12 meses.

Desde outubro, mais de cem pessoas (quase todas mulheres, mas inclui poucos homens) entre famosos e anônimos, denunciaram à imprensa que foram assediados e abusados sexualmente por indivíduos conhecidos no cinema, jornalismo, política e entre outras áreas nos Estados Unidos. As denúncias são da década de 1980 até início dessa década, causando o maior escândalo sexual sem pretendentes na história recente nos Estados Unidos. Todas as denúncias realizadas estão em investigação e já atingiram fora do país, especificamente ao Reino Unido.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati