Restos do furacão Danielle atingem Europa

13 de setembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Trajetória do Danielle

O restos do furacão Danielle, que se formou há duas semanas no centro do Atlântico Norte, tocaram terra no noroeste da Espanha na noite passada. No entanto, a área de baixa pressão já afetava o tempo na região oeste da Europa há alguns dias, começando pelas ilhas portuguesas dos Açores e também Portugal continental, onde a chuva deve passar de 100mm até quinta-feira. Alfredo Graça, meteorologista do portal Tempo.pt - Meteored avaliou ontem que as precipitações ajudarão a amenizar a situação de seca em quase todo país. "Sem margem para dúvidas, a melhor notícia é a chegada de chuva em abundância que regará Portugal continental, percorrendo-o de norte a sul, sem exceções", comemorou.

Na Espanha, a chegada do fenômeno provocou uma "frente de racha", ou seja, uma linha de intensas rajadas de vento que passaram de 80km/h. "A atmosfera está instável pela chegada de uma linha de instabilidade associada à tempestade que está à frente das costas portuguesas e que são restos do furacão Danielle", dizia o aviso do Sinobas da Espanha ontem, alertando para "fortes ventos".

Ventos fortes, típicos deste tipo de sistema atmosférico, foram registrados também em Portugal. "As rajadas de vento do quadrante Sul poderão atingir até 75 km/h e eventualmente originar algum fenómeno extremo de vento", explicou Graça ontem, hoje reportando que "o temporal deixou imagens arrepiantes" nas últimas horas, com inundações em Lisboa e deslizamentos de terra na cidade de Manteigas, na Serra da Estrela.

Notícias Relacionadas

Fontes