Relator da CPMI do Cachoeira pedirá quebra de sigilo bancário do senador Demóstenes Torres

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

8 de maio de 2012

Brasília, DF, Brasil — O relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, deputado Odair Cunha (PT-MG), vai pedir a quebra do sigilo bancário do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), investigado por suas ligações com o empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira. Investigado pela Polícia Federal, ele é suspeito de comandar um esquema de exploração de jogos ilegais e de traficar influência.

De acordo com o relator, a quebra de sigilo bancário dos investigados será fundamental para seu trabalho. "Com certeza pedirei quebra de sigilo do senador Demóstenes e das pessoas investigadas", disse hoje (9) o deputado, à Agência Brasil.

Odair Cunha disse que ainda não avaliou se pedirá a quebra do sigilo dos deputados Sandes Júnior (PP-GO) e Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO), citados nas investigações da Polícia Federal, que realizou as operações Monte Carlo e Vegas, objetos de análise da CPMI. "Ainda não avaliei se será necessário essa quebra de sigilo", informou o deputado.

Também não está definido quem será o autor do requerimento. Há a possibilidade de que o pedido seja apresentado pelos deputados e senadores do PT, em nome da bancada. A intenção do partido é que o requerimento seja apreciado na próxima reunião administrativa da comissão marcada para o próximo dia 17.

Na semana passada, a CPMI aprovou a quebra de sigilo de Cachoeira. As informações bancárias que foram solicitadas ao Banco Central ainda não chegaram à comissão. A comissão pediu à autoridade monetária o relato das movimentações da conta de Cachoeria desde 2002.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati