Rejane Dias é a nova presidente da Comissão dos Direitos das Pessoas com Deficiência

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

11 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A deputada Rejane Dias (PT-PI) foi eleita, nesta quinta-feira (11), presidente da Comissão dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados para um mandato de um ano. Ao tomar posse no cargo, ela defendeu a priorização das pessoas com deficiência na vacinação contra a Covid-19.

“As pessoas com deficiência correm um sério risco de se contaminar e, o que é pior, irem a óbito. As pessoas com síndrome de Down têm um potencial sete vez maior de agravarem com a doença”, exemplificou a nova presidente.

Ela chamou ainda atenção para o mercado de trabalho das pessoas com deficiência e seu encolhimento em decorrência da pandemia. “Quarenta e cinco milhões de brasileiros têm algum tipo de deficiência. Nós temos que tirá-los da invisibilidade e cuidar para que não haja nenhum retrocesso em relação a seus direitos”, destacou.

Experiência

Administradora e bacharel em direito, Rejane Dias tem 48 anos e está em seu segundo mandato como deputada federal. Na Câmara, a parlamentar foi vice-líder do PT e integrou diversas comissões permanentes e especiais, como a Comissão Externa sobre Violência Doméstica contra a Mulher.

Antes de ser eleita deputada federal, foi deputada estadual também pelo PT no Piauí (2011-2014). Entre outros cargos que ocupou em seu estado, foi secretária da Educação e ainda secretária para Inclusão da Pessoa com Deficiência.

“A minha história de vida tem tudo a ver com a proteção e a defesa dos direitos da pessoa com deficiência”, ressaltou. “Eu tenho uma filha com deficiência. Ela hoje tem 21 anos de idade, é autista. Tem um comprometimento muito grave na sua intelectualidade. Foi a pessoa que me inspirou para que eu pudesse me integrar aos movimentos sociais aqui no Piauí.”

Rejane Dias assumiu a presidência em sucessão ao deputado Gilberto Nascimento (PSC-SP). Os nomes que ocuparão as três vice-presidências ainda não foram definidos.

Fontes