Quebec pede assistência militar

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de abril de 2020

Médico militar canadense no Haiti.

Enquanto o COVID-19 está causando estragos nos centros de acolhimento para cuidados de longa duração (CHSLDs) em Quebec, o governo da província está solicitando assistência das forças armadas canadenses. O primeiro-ministro Justin Trudeau respondeu positivamente ao pedido. "Nossas forças armadas certamente têm médicos, mas não têm muitos", alertou Trudeau.

Milhares de trabalhadores, como atendentes ou enfermeiros, abandonaram esses lugares, deixando os residentes por conta própria, que, no entanto, exigem vigilância constante.

"Um filme de terror" e "um pesadelo", é assim que os cuidadores descrevem a situação no CHSLD em Dorval, onde 31 residentes morreram em menos de um mês. Vários deles não foram mortos pelo coronavírus, mas por negligência, enquanto outros foram encontrados famintos, com sede ou abandonados em suas fraldas sujas.

"Todo mundo tinha desertado, era uma debandada", disse um membro da equipe. O centro foi assumido pelas autoridades. Até todo, o Canadá registrou 31.927 casos confirmados e 1.446 mortes em decorrência do vírus.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com