Primeira-ministra da Nova Zelândia testa positivo para COVID-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

15 de maio de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A primeira-ministra da Nova Zelândia testou positivo para COVID.

O escritório de Jacinda Ardern disse em comunicado no sábado que ela tem sintomas leves e está isolada desde domingo, quando seu parceiro, Clarke Gayford, testou positivo.

Ardern está obrigada a estar em isolamento até 21 de maio, impedindo-a de estar no Parlamento para a divulgação do Plano de Redução de Emissões do Governo na segunda-feira e do orçamento do país na quinta-feira.

“Esta é uma semana marcante para o governo, e estou arrasado por não poder estar lá para isso”, disse Ardern.

Enquanto isso, um relatório da Associated Press diz que quatro cadetes da Academia da Força Aérea dos EUA não podem se formar ou receber uma comissão militar porque recusaram as vacinas COVID-19.

A AP relata que oficiais da Força Aérea dizem que os cadetes também podem ter que “pagar milhares de dólares em custos de matrícula”.

A Confederação Asiática de Futebol anunciou no sábado que a Associação Chinesa de Futebol não poderá sediar a Copa da Ásia de 2023.

A confederação disse em comunicado que “reconhece as circunstâncias excepcionais causadas pela pandemia do COVID-19, que levaram à renúncia pela RP da China de seus direitos de hospedagem”.

A China mantém uma política de zero COVID que forçou milhares de pessoas a ficarem em quarentena por longos períodos de tempo.

O Johns Hopkins relatou mais de 520 milhões de casos de COVID-19 no início do sábado e mais de 6 milhões de mortes.

Fontes