Presidente do México diz que suspeita de compra de votos nas eleições é inaceitável

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

10 de julho de 2012

Brasília


O presidente do México, Felipe Calderón, classificou de inaceitável a possibilidade de ter havido irregularidades na campanha eleitoral no país. A suspeita é que o PRI, partido ao qual pertence o vencedor da disputa presidencial, Enrique Peña Nieto, tenha comprado votos.

O presidente eleito do México Enrique Peña Nieto.

“Essa compra de votos, seja de um, dez, 100 ou mil, é simplesmente inaceitável e desejo que a autoridade eleitoral faça uma investigação e puna, se tiver de punir”, disse o presidente.

Apesar disso, Calderón disse não acreditar que a suposta compra de votos tenha influenciado de maneira decisiva o resultado das eleições. Segundo o Instituto Federal Eleitoral, a recontagem dos votos deu a vitória para Peña Nieto, com 38,21% dos votos. O segundo lugar ficou para López Obrador, com 31,59% dos votos.

O partido de López Obrador vai apresentar amanhã (11) um pedido de impugnação das eleições por causa da suspeita de compra de votos por parte do PRI.

Fontes


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati