Presidente cabo-verdiano visitará o Brasil, onde terá encontros com Jair Bolsonaro e João Dória

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

27 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

O Presidente de Cabo Verde inicia nesta quarta-feira (28), uma visita oficial ao Brasil de olho em empresários privados que possam querer investir no arquipélago.

Durante os cinco dias da visita, que termina a 2 de agosto, Jorge Carlos Fonseca agenda um encontro com o seu homólogo, Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Dória.

“Nós temos que arranjar maneira de envolver mais empresários brasileiros aqui em investimentos em Cabo Verde”, afirmou o Chefe de Estado em conferência de imprensa nesta segunda-feira, 26, na cidade da Praia, sem no entanto avançar se levará empresários na delegação.

O encontro entre os dois Presidentes será no dia 30, seguido de uma reunião alargada entre as delegações dos respectivos países.

Além de assuntos de interesse entre os dois Estados, Fonseca afirmou que “a CPLP será sempre uma questão que levarei para conversar também com o Presidente Jair Bolsonaro”.

“No dia seguinte estarei (31), a convite do governador de São Paulo, João Dória, na reinauguração do Museu da Língua Portuguesa, que sofreu um incêndio há alguns anos.

Antes, Fonseca participará num encontro patrocinado por Dória e em que estarão presentes os Presidentes de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e de Moçambique, Filipe Nyusi, bem como o antigo Presidente brasileiro Michel Temer.

Durante a sua estada no Brasil, Jorge Carlos Fonseca avistar-se-á com a comunidade cabo-verdiana radicada em Brasília, onde, no dia 29, receberá o título de Doutor Honoris Causa pela UNICEUB, Centro Universitário de Brasília, e na qual dará, segundo disse, “uma espécie de uma aula, sobre Cabo Verde e o Brasil”.

O Presidente cabo-verdianao também será homenageado na Universidade Zumbi dos Palmares, em São Paulo, onde anos atrás lhe foi entregue o Troféu Raça Negra.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit