Príncipe alemão se casa após mais de 20 anos de namoro e conseguir revogação de regra nazista

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

6 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Príncipe Gustavo de Sayn-Wittgenstein-Berleburg, filho da princesa Benedita da Dinamarca e de seu finado marido, Ricardo, 6.º Príncipe de Sayn-Wittgenstein-Berleburg, casou-se no sábado, 4 de junho, com sua namorada de longa-data, a escritora de livros infantis Carina Axelsson.

O casal convivia maritalmente há mais de vinte anos no Castelo de Berleburg, na Alemanha, propriedade que acabou herdando definitivamente após um tribunal alemão anular, em 2020, uma regra no testamento do avô que o impedia de contrair núpcias com Axelsson. Gustavo Alberto, o 5.º Príncipe de Sayn-Wittgenstein-Berleburg, era um membro das forças armadas nazistas e ditou que o herdeiro da Casa de Sayn-Wittgenstein-Berleburg deveria se casar com alguém "nobre, ariano e protestante" - tudo o que Axelsson não era, uma vez que é plebeia, descendente de mexicanos e católica.

A boda religiosa contou com a presença dos primos reais do noivo, o Príncipe Herdeiro Frederico da Dinamarca e o Príncipe Joaquim, ambos acompanhados de suas esposas. No dia anterior, 3 de junho, o casal já havia se casado numa cerimônia civil.

Fontes