Piloto aposentado dos EUA é preso na Austrália por suposta relação com a China

25 de outubro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Um ex-piloto de caça da Marinha dos EUA foi preso pela polícia australiana.

A ABC News australiana informou no dia 25 que a polícia australiana prendeu Daniel Edmund Dugan, um piloto de caça aposentado do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, em Nova Gales do Sul.

O Departamento de Justiça da Austrália divulgou um comunicado dizendo que "uma pessoa foi presa em 21 de outubro de 2022 em resposta a um pedido de prisão temporária dos Estados Unidos", mas não divulgou acusações específicas.

De acordo com a mídia local, Dugan trabalhou mais de 12 anos como oficial do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA e possui experiência como piloto de caça em um porta-aviões.

Em uma rede social, ele publicou que estava trabalhando como executivo da ABBiz, consultoria de aviação em Qingdao, na China, desde 2017.

A ABC da Austrália informou que Dugan trabalhou na China, então um suposto ato ilegal por razões de segurança nacional está por trás de sua prisão.

Recentemente, os militares australianos e britânicos levantaram preocupações sobre o vazamento de segredos militares, alegando que a China, que emprega pilotos aposentados de outros países, os está usando para treinamento da força aérea.

O Sr. Dugan deve comparecer ao tribunal na Austrália em novembro e deve ser extraditado para os Estados Unidos sob um tratado de extradição.

Fontes