Pelo menos 7 mortos na Somália após ataques da Al-Shabab

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

24 de março de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Pelo menos sete pessoas foram mortas em dois ataques na quarta-feira, com o grupo militante al-Shabab assumindo a responsabilidade por ambos, disse a polícia da Somália.

Pelo menos seis pessoas morreram depois que dois homens armados atacaram o aeroporto internacional fortemente vigiado de Mogadíscio. Os mortos incluem um cidadão somali e cinco estrangeiros, segundo a polícia.

Dois homens armados foram mortos pelas forças de segurança, de acordo com o porta-voz da polícia Abdifatah Aden Hassan.

Hassan disse que um dos estrangeiros era um soldado da missão de paz da União Africana AMISOM. Ele disse que outros quatro eram treinadores ajudando o governo somali com treinamento em explosivos.

O grupo militante al-Shabab assumiu a responsabilidade pelo ataque.

Hassan disse que dois homens atacaram o portão da Marinha do aeroporto na tarde de quarta-feira e foram "confrontados" pelas forças de segurança.

O aeroporto abriga a sede da AMISOM e a maioria dos diplomatas estrangeiros em Mogadíscio.

Testemunhas e autoridades de segurança disseram que o tiroteio ocorreu no lado leste do aeroporto, onde estão localizadas muitas lojas.

Um oficial de segurança que pediu para não ser identificado porque não tem permissão para falar com a mídia disse que os militantes usaram armas pequenas e granadas de mão. Ele disse que pelo menos três policiais ficaram feridos no ataque.

A Al-Shabab disse que seus combatentes atiraram em várias pessoas e incendiaram prédios. Um repórter em Mogadíscio viu fumaça subindo da área do confronto no aeroporto.

A Al-Shabab atacou o aeroporto várias vezes desde 2009, matando dezenas.

Fontes