Ordem dos Advogados do Brasil cria Comissão de Advocacia Pro Bono no Rio de Janeiro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

24 de setembro de 2015

Rio de Janeiro — A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Estado do Rio de Janeiro, instalou ontem (23) a sua Comissão de Advocacia Pro Bono. O Rio de Janeiro se tornou assim o primeiro Estado brasileiro a contar oficialmente com uma Comissão do Gênero.

A cerimonia de instalação da Comissão de Advocacia Pro Bono contou com a participação de importantes representantes da organização Civil, como a Presidente da Federação de Favelas do Rio de Janeiro. A atividade pro bono, muito difundida nos Estados Unidos, foi recentemente regulamentada pelo Conselho Federal da OAB.

Durante a instalação do comitê, tomou posse a sua Diretoria Executiva que será presidida pelo Advogado constitucionalista, Victor Travancas, que terá como sua Vice-Presidente, a Desembargadora aposentada Ivone Ferreira Caetano.

Também participaram da cerimonia o Presidente da EDUCAFRO, Frei David dos Santos, o Gerente-Geral da Casa Ronald McDonlad's, Sérgio Carvalho, o Diretor Executivo da Estácio Participações, João Barroso, e o Secretário Municipal de Administração da Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Porto de Queiroz.

Segundo o Presidente da Comissão, Victor Travancas, o trabalho será focado especialmente na aproximação das entidades do terceiro setor e sua interlocução com os Escritórios de Advocacia interessados em participar do projeto. O Presidente ainda esclareceu que atividade pro bono em nada se confunde com a atuação constitucional da Defensoria Pública, que presta serviço essencial a toda população.

Ainda segundo o Presidente a meta da Comissão é fazer do Rio de Janeiro a capital da advocacia pro bono na América Latina.

Fonte

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati