Operador do KickassTorrents escapou da prisão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de outubro de 2020

O suposto operador do mecanismo de busca de arquivos torrent KickassTorrents, Artem Vaulin, escapou da prisão na Polônia, onde foi preso em 2016.

O site KickassTorrents está sendo bloqueado por todos os navegadores devido a malware. Ele distribuiu ilegalmente mais de US$ 1 bilhão em filmes, músicas, programas de TV e videogames, de acordo com promotores americanos.

Em maio de 2017, as agências policiais polonesas libertaram Vaulin sob fiança por motivos de saúde, adiando sua extradição para os Estados Unidos. No entanto, agora o cidadão ucraniano de 34 anos "deixou a Polônia, violando as condições de fiança, e sua localização real é desconhecida".

De acordo com o Departamento de Justiça dos EUA em 2016, mais de 50 milhões de visitantes únicos visitaram o site todos os meses. Em 2020, as versões espelhadas continuam funcionando. Em 2016, a promotoria estimou o patrimônio líquido do site em mais de US$ 54 milhões, enquanto seus operadores faturaram de US$ 12,5 milhões a US$ 22,3 milhões por ano.

As autoridades dos EUA acusaram Vaulin de violação de direitos autorais. Em maio de 2017, um tribunal de Varsóvia concordou em libertar sob fiança depois que seus advogados disseram que seu cliente sofria de um distúrbio na coluna.

Os operadores do KickassTorrents ganham dinheiro não apenas com a pirataria. O site é usado por cibercriminosos para roubar credenciais e outros dados. Normalmente, os cibercriminosos publicam anúncios maliciosos.

Fontes

Ligação a um site em russo Предполагаемый оператор KickassTorrents сбежал из-под арестаSecurityLab, 21 de outubro de 2020

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com