O resgate dos corpos no acidente no metrô de São Paulo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de janeiro de 2007

Brasil

A Obra no metrô de São Paulo desaba e causou três vítimas já confirmadas, além de mais três vítimas esperadas.

Resgate

Uma operação de resgate foi montada em busca de sobreviventes. Estão desaparecidos as seguintes pessoas Francisco Sabino Torres, Reinaldo Aparecido Leite, Wescley Adriano da Silva, Abigail Rossi, Márcio Rodrigo Alambert e Valéria Marmit.[1]. Ainda há riscos de outros desabamentos por conta das chuvas do período.[2]

O resgate

Domingo (14)

Uma das tentativas de remoção do veículo foi feita neste domingo por meio de um túnel, mas deslizamentos de terra impediram esta manobra. Assim as tentativas agora são feitas apenas por cima, para evitar novos acidentes.[3]

Terça (16)

Os bombeiros suspenderam as buscas pelas vítimas nesta manhã de 3ª feira e irão retomar apenas no final de semana.[4]

Apesar dessa suspenção, os trabalhos foram retomados após haver a concretagem do terreno, a qual deu estabilidade ao terreno.[5]

Quinta (18)

As chuvas atrapalham o içamento do ônibus.

Vítimas

Abigail Rossi de Azevedo

O primeiro corpo a ser encontrado foi as 5h de segunda-feira, da aposentada Abigail Rossi de Azevedo, de 75 anos. Segundo parentes, ela voltava de uma consulta médica e ia encontrar o marido na estação de trem de Santo Amaro. Passava pelo exato local quando aconteceu o desabamento. Seu corpo será enterrado segunda feira a noite no cemitério Santo Amaro.

Valéria Marmit

O segundo corpo foi encontrado as 17h30 do mesmo dia. Valéria Marmit, de 37 anos, é advogada e estava a bordo do microônibus. O último contato foi com seu ex-marido, por volta das 12h do dia do desabamento.

Ela se encontra no banco de passageiros do microônibus, na parte traseira. Apesar de ser encontrada o corpo ainda não pode ser removido por risco de desabamentos.[6][7][8]

Francisco Sabino Torres

O terceiro corpo foi retirado na manhã de quarta-feira (16), no sexto dia de buscas. A vítima é o motorista de caminhão que trabalhava na obra, Francisco Sabino Torres. Ele teria voltado ao caminhão no momento do acidente para recuperar documentos importantes

Outros corpos

Estima-se que mais três vítimas estejam soterradas, mas pode haver uma quarta, dada como desaparecida no dia do acidente.

  • Wescley Adriano da Silva, de 22 anos, é cobrador do microônibus. Ele é casado.
  • Reinaldo Aparecido Leite, de 40 anos, é motorista de microônibus. É casado e tem três filhos.
  • Márcio Rodrigo Alambert, de 31 anos, é funcionário público e também estaria andando pelo local quando houve o desabamento. Ele é casado e tem um filho.
  • Cícero Augustino da Silva, de 60 anos, é office-boy. Segundo a família, ele está desaparecido desde sexta-feira e costumava passar pela região onde ocorreu o acidente. Não se sabe se Cícero estava no microônibus ou passava pelo local no momento do desabamento.

Fontes

Ver também