ONU concorda em estender acordo de grãos pelo Mar Negro por 4 meses

17 de novembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Acordo de Grãos pela Mar Negro, que abriu a rota de exportação para Ucrânia, foi prorrogado por quatro meses.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, divulgou um comunicado no dia 17 e disse que "saúda o acordo alcançado por todas as partes" para a extensão do Acordo de Grãos do Mar Negro, que permite exportar com segurança grãos, alimentos e fertilizantes.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia também confirmou que o acordo será prorrogado por 120 dias sem alteração nas condições atuais.

O acordo original, negociado pelas Nações Unidas e pela Turquia em julho, expirará no dia 19 se não for prorrogado por um acordo de curto prazo de 4 meses, ou seja, 120 dias.

No entanto, a Reuters, citando duas fontes, disse que não há acordo sobre as exportações de amônia russa para o Mar Negro. A amônia é um dos principais componentes dos fertilizantes.

Comentando sobre isso, o secretário-geral Guterres disse que as Nações Unidas farão tudo o que puderem para remover quaisquer barreiras remanescentes às exportações de fertilizantes e alimentos da Rússia.

No início de setembro, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse que apoiaria a retomada das exportações de amônia da Rússia apenas se a Rússia devolvesse seus prisioneiros de guerra, uma oferta que a Rússia rejeitou imediatamente.

Rebecca Greenspan, secretária-geral da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, disse que a extensão do acordo é uma boa notícia para a segurança alimentar global e para os países em desenvolvimento.

Fontes