ONG pede para fortalecer a capacidade do México para lidar com migrantes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

29 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O diretor para o México do Comitê Internacional de Resgate, Raymundo Tamayo, pediu o fortalecimento da capacidade do México para atender às necessidades dos deslocados e refugiados e responder à crise de requerentes de asilo que vem se agravando recentemente.

A declaração de Tamayo foi divulgada antes de uma próxima reunião virtual entre os presidentes do México, Andrés Manuel López Obrador, e dos Estados Unidos, Joe Biden.

“Agradecemos esta reunião como uma oportunidade para o México e os Estados Unidos discutirem o papel que o México pode desempenhar na resposta às necessidades humanitárias das pessoas em movimento, desde o deslocamento até a proteção e depois a integração ou realocação”, disse a nota.

Tamayo destacou que o México se tornou o terceiro país do mundo a receber pedidos de asilo, com um aumento “exponencial” em 2021 de 220% em relação ao ano anterior e um total de mais de 131.000 pedidos.

“Não só as pessoas vêm para o México da América Latina, mas também de lugares tão distantes como Ásia, África ou Europa.”

Isso, explica o comunicado, reflete a necessidade de estabelecer uma ampla cooperação entre o México, os Estados Unidos e a comunidade internacional.

“A colaboração será fundamental para abordar os diferentes papéis que o México desempenha no deslocamento: é um local de origem, trânsito e também um possível destino para pessoas que buscam segurança”, disse Tamayo.

O ativista pede “reforçar o apoio financeiro e logístico da comunidade internacional para fortalecer os sistemas de asilo e proteção do México” e para isso propõe que os governos do México e dos Estados Unidos coordenem regularmente com a sociedade civil.

“Organizações não governamentais internacionais e nacionais têm vasta experiência em crises humanitárias e de deslocamento. Só trabalhando em conjunto será possível responder de forma abrangente às necessidades das pessoas que necessitam de proteção internacional”, concluiu.

O Comitê Internacional de Resgate é uma ONG criada por iniciativa de Albert Einstein em 1933, com o objetivo de se opor às políticas raciais de Adolf Hitler. Seu objetivo é ajudar pessoas perseguidas por motivos étnicos, políticos ou religiosos.

Fontes