Novo surto de Ebola é detectado no noroeste da República Democrática do Congo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de junho de 2020

Imagem meramente ilustrativa

O Governo da República Democrática do Congo anunciou hoje (01) que está ocorrendo um novo surto de doença por Ebola em Wangata, Mbandaka, na província de Équateur. O anúncio ocorre quando um surto de Ebola longo, difícil e complexo no leste da República Democrática do Congo está em sua fase final, enquanto o país também enfrenta a COVID-19 e o maior surto de sarampo do mundo.

As informações iniciais do Ministério da Saúde são que até agora foram detectados seis casos de Ebola em Wangata, dos quais quatro pacientes morreram e dois estão sob cuidados. Três desses seis casos foram confirmados com testes de laboratório. É provável que mais pessoas sejam identificadas com a doença à medida que as atividades de vigilância aumentam.

"Este é um lembrete de que a COVID-19 não é a única ameaça à saúde que as pessoas enfrentam", disse o Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. "Embora grande parte de nossa atenção esteja voltada para a pandemia, a OMS continua monitorando e respondendo a muitas outras emergências de saúde".

Este é o 11º surto de Ebola na R. D. do Congo desde que o vírus foi descoberto pela primeira vez no país, em 1976. A cidade de Mbandaka e arredores foram os locais do 9º surto, que teve lugar de maio a julho de 2018.

"Está acontecendo em um momento desafiador, mas a OMS trabalhou nos últimos dois anos com as autoridades de saúde, o CDC da África e outros parceiros para fortalecer a capacidade nacional de responder a surtos", disse o Dr. Matshidiso Moeti, diretor regional da OMS para a África. “Para reforçar a liderança local, a OMS planeja enviar uma equipe para apoiar o aumento da resposta. Dada a proximidade deste novo surto a rotas de transporte movimentadas e países vizinhos vulneráveis, devemos agir rapidamente”.

A OMS já está em Mbandaka apoiando a resposta a esse surto, como parte da capacidade construída durante o surto de 2018. A equipe apoiou a coleta e os testes das amostras para confirmação. O rastreamento de contatos está em andamento. Estão em andamento trabalhos para enviar suprimentos adicionais do Kivu do Norte e de Kinshasa para apoiar a resposta liderada pelo governo. Espera-se que mais 25 pessoas cheguem a Mbandaka amanhã. A OMS também está trabalhando para garantir que serviços essenciais de saúde sejam fornecidos às comunidades, apesar desses eventos de emergência.

O 10º surto de Ebola na República Democrática do Congo, nas províncias de Kivu do Norte, Kivu do Sul e Ituri, está em fase final. Em 14 de maio de 2020, o Ministério da Saúde iniciou a contagem regressiva de 42 dias para a declaração do fim do surto.

Novos surtos de Ebola são esperados na R. D. do Congo, dada a existência do vírus num reservatório animal em muitas partes do país.

Fontes

Domínio Público Esta notícia é uma transcrição parcial ou total da Organização Mundial da Saúde.
Este texto pode ser utilizado desde que seja Atribuído corretamente aos autores e ao sítio oficial
.
Veja os termos de uso (copyright) na página da OMS
Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com