Novo aeroporto de Lisboa tem luz verde do estudo ambiental

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amazônia
Outras notícias sobre o meio-ambiente


25 de fevereiro de 2010


A NAER apresentou ontem as conclusões do Estudo de Impacte Ambiental, considerando não existirem graves impedimentos ambientais que travassem a construção do Novo Aeroporto de Lisboa, localizado no campo de tiro de Alcochete. O consórcio técnico, que elaborou o documento, admite que a infra-estrutura aeroportuária causará impactes no ambiente, mas que podem ser minimizados e atenuados.

Segundo o documento, as medidas de minimização dos impactes ambiental necessárias para a implementação do novo aeroporto de Lisboa na zona do campo de tiro de Alcochete deverão implicar um investimento situando entre os 130 e os 150 milhões de euros. Com estas medidas, os impactes ambientais diminuíram, comparativamente ao 224 milhões previstos inicialmente pelo LNEC.

"Foram claramente identificadas as medidas a adoptar relativamente ao planeamento da infra-estrutura aeroportuária, salvaguarda dos valores naturais e culturais existentes e ordenamento do território, avaliação dos impactos do novo aeroporto de Lisboa e monitorização e gestão de riscos" diz no documento.

O Estudo de Impacto Ambiental incidiu sobre várias vertentes ambientais como a Ecologia, Hidrogeologia, Hidrologia e águas superficiais. Qualidade do ar, Ambiente Sonoro, Uso do solo e Ordenamento do Território e Aspectos socioeconómicos.



Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati