No norte do Chile ocorreu terremoto de 7,9 graus

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mapa do Chile.

15 de junho de 2005

Um forte terremoto de 7,9 graus na escala de Richter se registrou na tarde da segunda-feira ao norte do Chile. O movimento tectônico teve seu epicentro a 115 km ao nordeste da cidade de Iquique, perto da fronteira com a Bolívia, e ocorreu às 18:45 hora local (22:45 UTC).

Até o momento (16:45 UTC) faleceram 11 pessoas, identificadas pelas autoridades chilenas como: Dionisio Pérez, Adela Castro, Sergio Véliz, Nilda Luisa Cantillana Laço, José Esteban González Francino, Enrique Segundo González Francino, Sidcrif Orlanda Flores Cantillana, Alan Moisés Brain Flores, Ignacio Bravo Flores, Abraham Vásquez (de 9 meses de idade) e Petronila Mamani.

Mal ocorreu o sismo, foram evacuadas as escolas, o pânico se generalizou e houve cortes de energia elétrica. O tremor é o de maior intensidade depois do que ocorreu no Oceano Índico em 26 de dezembro passado. Ele também pôde ser sentido no Sul do Peru e na Bolívia, e não há por enquanto, dados a respeito de vítimas ou danos nesses países. Tremores muito pequenos foram sentidos em algumas cidades no Brasil, sem haver, aparentemente danos ou vítimas.

O subsecretário do Interior chileno, Jorge Correa Subtil, declarou que "o governo decretou alerta vermelho em toda a toda a região de Tarapacá, foram suspensas as aulas nas escolas e que um avião com equipes de socorro devem ser enviadas para providenciar albergues de emergência, principalmente, na zona rural de Iquique, a mais afetada".

Fontes