Nas selvas de Mianmar, o exército oprimia civis muito antes do golpe militar

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Nas selvas do sudeste de Mianmar, na fronteira com a Tailândia, o exército estava atirando e oprimindo civis muito antes do golpe militar do mês passado. Essa repressão em grande parte invisível continua até agora.

A última ofensiva do exército levou cerca de 8.000 pessoas da etnia Karen a fugir de suas casas. Eles agora estão vivendo na selva, com temores crescentes por sua saúde e segurança, e sem perspectiva de um retorno.

A crise nas fronteiras é uma lembrança da força brutal que os militares de Mianmar há muito tempo usam contra os civis e, em particular, as minorias étnicas do país. Esses relatos são frequentes em um país que está essencialmente envolvido em uma guerra civil por mais de cinco décadas, desde a sua independência em 1948 do Reino Unido.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit