Morre o último veterano da I Guerra Mundial

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário

5 de maio de 2011

Último combatente da I Guerra Mundial que ainda estava vivo, Claude Choules, que serviu na marinha do Reino Unido quando tinha 14 anos de idade, faleceu ontem (4) na cidade de Perth, na Austrália. Ele tinha 110 anos e morreu dormindo na casa de repouso onde vivia, três anos depois da morte da esposa, com quem viveu 76 anos. Deixou três filhos e 11 netos.

Choules mentiu a sua idade para ingressar na Marinha do Reino Unido e a bordo do destróier "HMS Revenge" foi testemunha da rendição da marinha alemã em 1918, no estuário do rio Forth, na Escócia. Depois da guerra, Choules foi morar na Austrália, servindo nas Forças Armadas do país durante mais de quatro décadas. Em 2009, o ex-combatente publicou suas memórias, sob o título "The Last of the Last" (O Último dos Últimos).

Agora, a única participante da I Grande Guerra viva é a britânica Florence Green, civil que serviu como garçonete em uma base da Força Aérea do Reino Unido.


Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati