Ministro das Relações Exteriores da Índia vai à Rússia

7 de novembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O ministro das Relações Exteriores da Índia, Subrahmanyam Jaishankar, está visitando Moscou para conversas que devem se concentrar em questões econômicas e políticas.

A visita de dois dias durante a qual o ministro indiano se encontrará com seu colega russo Sergey Lavrov e o vice-primeiro-ministro e ministro do Comércio e Indústria, Denis Manturov, será a primeira de um alto funcionário indiano à Rússia desde a invasão da Ucrânia por Moscou em fevereiro.

Analistas dizem que, embora a maior atenção tenha se concentrado na postura mais branda que a Índia assumiu na invasão da Rússia e na compra contínua de petróleo e carvão russos baratos, apesar das sanções ocidentais, Nova Délhi também está usando sua influência baseada em laços de longa data com Moscou para sublinhar a necessidade de acabar com as hostilidades.

Antes da visita que começa na segunda-feira, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Índia, Arindam Bagchi, disse a repórteres que a Índia sempre enfatizou a necessidade de retornar à diplomacia e ao diálogo para resolver o conflito. "Tenho certeza de que o ministro das Relações Exteriores certamente o reiteraria", disse ele na quinta-feira.

O ministro estará "observando os elementos econômicos", bem como a troca de pontos de vista sobre "desenvolvimentos regionais e internacionais", disse Bagchi.

A Índia se absteve de resoluções das Nações Unidas críticas à invasão de Moscou, mas disse repetidamente que se opõe ao conflito e expressou preocupação com a violência.

"Acreditamos que o conflito não atende aos interesses de ninguém, nem dos participantes nem da comunidade internacional", disse o ministro das Relações Exteriores Jaishankar em entrevista coletiva durante uma visita à Austrália no mês passado.

A invasão na Ucrânia representou um enorme desafio para a Índia na tentativa de equilibrar suas relações de décadas com a Rússia e seus laços crescentes com o Ocidente.

A Rússia se tornou o maior fornecedor de petróleo bruto da Índia em outubro, superando os fornecedores tradicionais, Arábia Saudita e Iraque, de acordo com relatórios locais.

"Há uma sensação de que a Índia continua sendo um dos poucos países que desfruta de algum nível de confiança de ambos os lados, então existe a possibilidade de que a Índia possa desempenhar um papel mais proativo do que no passado em quaisquer esforços potenciais para resolver o conflito", disse ele.

Fontes