Ministro das Finanças do Brasil garante controlo das despesas e manutenção dos programas sociais

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Henrique Meirelles promete dizer a verdade sobre as contas públicas.

13 de maio de 2016

O novo ministro da Fazenda (Economia) do Brasil, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira, 13, em entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da cadeia Globo, que a primeira grande acção do Governo de Michel Temer na área económica será "controlar" o aumento de despesas públicas.

“Temos de controlar o crescimento das despesas públicas. Estamos trabalhando num sistema de metas de despesas, onde não haja crescimento real. As contas deverão ser mantidas em termos nominais. É muito importante que essas medidas, quando anunciadas, sejam implementadas”, disse.

De acordo com Meirelles, é importante que o Governo brasileiro comece a “dizer a verdade” sobre as situação das contas públicas.

Segundo ele, é importante que se estabeleça uma meta que seja “realista, cumprida e que depois sirva de base para a melhora das contas públicas.”

“Que as despesas sejam de facto cortadas e racionalizadas. E que a trajectória da dívida pública passe a ter outro nível de direcção”, acrescentou Meirelles, afirmando ainda que a nova equipa económica vai analisar os números e fazer uma estratégia que seja “realista, seguida e eficaz”.

“Vamos ter de inverter a trajectória. A dívida pública não pode continuar crescendo. Vamos ter de cortar despesas”, garantiu Meirelles.

Na entrevista concedida antes da primeira reunião do Governo liderada pelo Presidente interino Michel Temer, o ministro da Fazenda assegurou que, num primeiro momento, não estão previstos aumentos de tributos para recompor a arrecadação federal, em queda por conta da crise económica.

Quanto aos programas sociais, Henrique Meirelles confirmou que eles serão mantidos, mas admitiu que o Governo pode rever as despesas com subsídios, incentivos para empresas e indústrias, que ele classificou como “bolsa empresário”.

A primeira reunião do novo Governo decorre em Brasília.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati