Ministro admite "pequenas falhas" na lista de fazendas liberadas para exportar carne

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de março de 2008

Brasília

A lista de 106 propriedades brasileiras consideradas aptas para exportar carne bovina ainda apresenta “pequenas falhas”, apesar de aprovada e liberada pela União Européia (UE). A informação foi confirmada hoje (6) pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, ao ser questionado sobre a possibilidade de técnicos da UE, em visita ao Brasil, terem encontrado problemas em algumas das propriedades.

“As grandes falhas já aconteceram, agora estão acontecendo pequenas falhas”, disse o ministro.

A lista foi divulgada no final de fevereiro – na tentativa de restabelecer as exportações de carne brasileira – quando o bloco decidiu suspender o embargo, anunciado em 30 de janeiro.

Stephanes garantiu, entretanto, que os procedimentos são considerados “normais” e que a crise na exportação da carne brasileira deve ser revertida ainda neste ano. “O processo, daqui em diante, tende a se normalizar. Possivelmente, ao longo deste ano. Não acredito que nós vamos ter nenhuma surpresa a mais em relação a isso.”

O ministro informou que serão tomadas medidas diante das falhas encontradas pelos técnicos, mas que as estratégias do governo brasileiro serão divulgadas apenas “na hora certa”.

Quanto ao número de propriedades que fazem parte da lista – considerada pequena pelo setor – Stephanes destacou que novas fazendas podem ser incorporadas e liberadas para exportação, desde que cumpram todos os pré-requisitos. “Se ele [o proprietário] estiver com a propriedade cadastrada e em ordem e se a auditoria indicar que os itens que ele tem que satisfazer são positivos, ele entra na lista sem problema algum.”


Fontes