Mais três corpos de vítimas do voo 447 da Air France são encontrados

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

11 de junho de 2009

Recife, PE, Brasil

O Comando da Marinha e o Comando da Aeronáutica informaram há pouco que mais três corpos de vítimas do voo 447 da Air France foram resgatados nas últimas horas. Com isso, o total de corpos encontrados sobe para 44. Os corpos já estão a bordo da fragata Constituição, da Marinha, que se desloca para Fernando de Noronha (PE) e deve chegar à ilha pela madrugada ou manhã de sábado (13).

Segundo o comando da operações de busca, na manhã de hoje (11) foi concluída a transferência dos 25 corpos que estavam na fragata Bosísio, para Fernando de Noronha. Os corpos passaram por perícias preliminares e serão transportados para Recife (PE) em duas etapas, conforme o andamento dos trabalhos periciais. A primeira etapa deverá ser concluída na manhã de sábado.

Ainda conforme informações do Comando da Marinha e Aeronáutica, na transferência dos corpos, o helicóptero H-60 Blackhawk, da Força Aérea Brasileira, transportou 15 militares do Destacamento Aéreo Embarcado (DAE), da Marinha do Brasil, para a fragata Bosísio, que passará a operar com um helicóptero AH-11A Lynx, na área de buscas.

Por solicitação da Marinha Francesa, informa nota do comando da buscas, o Blackhawk também levou dois psicólogos franceses para a fragata Bosísio, a fim de que sejam transportados para a fragata Ventose.

O efetivo atual da Marinha na operação chega a 585 militares. A Força Aérea Brasileria (FAB) permanece com 255. “Os meios empregados, assim como a conduta adotada para as operações de busca, permanecem sem alteração em relação às informações prestadas anteriormente”, diz documento divulgado à imprensa. O tenente-brigadeiro Ramon Cardoso afirmou que as buscas pelas caixas-pretas do Airbus A330 estão sendo realizadas pela Marinha Francesa e, caso elas sejam localizadas, os militares franceses não estão obrigados a informar às autoridades brasileiras.

Fonte


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati