Mais três corpos de vítimas do voo 447 da Air France são encontrados

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

11 de junho de 2009

Recife, PE, Brasil

O Comando da Marinha e o Comando da Aeronáutica informaram há pouco que mais três corpos de vítimas do voo 447 da Air France foram resgatados nas últimas horas. Com isso, o total de corpos encontrados sobe para 44. Os corpos já estão a bordo da fragata Constituição, da Marinha, que se desloca para Fernando de Noronha (PE) e deve chegar à ilha pela madrugada ou manhã de sábado (13).

Segundo o comando da operações de busca, na manhã de hoje (11) foi concluída a transferência dos 25 corpos que estavam na fragata Bosísio, para Fernando de Noronha. Os corpos passaram por perícias preliminares e serão transportados para Recife (PE) em duas etapas, conforme o andamento dos trabalhos periciais. A primeira etapa deverá ser concluída na manhã de sábado.

Ainda conforme informações do Comando da Marinha e Aeronáutica, na transferência dos corpos, o helicóptero H-60 Blackhawk, da Força Aérea Brasileira, transportou 15 militares do Destacamento Aéreo Embarcado (DAE), da Marinha do Brasil, para a fragata Bosísio, que passará a operar com um helicóptero AH-11A Lynx, na área de buscas.

Por solicitação da Marinha Francesa, informa nota do comando da buscas, o Blackhawk também levou dois psicólogos franceses para a fragata Bosísio, a fim de que sejam transportados para a fragata Ventose.

O efetivo atual da Marinha na operação chega a 585 militares. A Força Aérea Brasileria (FAB) permanece com 255. “Os meios empregados, assim como a conduta adotada para as operações de busca, permanecem sem alteração em relação às informações prestadas anteriormente”, diz documento divulgado à imprensa. O tenente-brigadeiro Ramon Cardoso afirmou que as buscas pelas caixas-pretas do Airbus A330 estão sendo realizadas pela Marinha Francesa e, caso elas sejam localizadas, os militares franceses não estão obrigados a informar às autoridades brasileiras.

Fonte


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati