Mais quatro mortes por gripe suína no estado do Rio de Janeiro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Notícias relacionadas
Pessoas na Cidade do México vestindo máscaras em um trêm pelo vírus H1N1
Mais informações sobre a Gripe:


Agência Brasil

1 de agosto de 2009

Rio de janeiro, RJ, Brasil


A Secretaria Estadual de Saúde do Rio confirmou ontem (31) mais quatro mortes de vítimas da influenza A (H1N1). Agora, o estado já totaliza nove óbitos. Dos casos registrados, três são do município do Rio de janeiro e um é de São Gonçalo. Entre os mortos, estão uma gestante, de 24 anos, um menino, de 9 anos, um adolescente, de 14 anos, e um homem, de 31 anos. De acordo com a secretaria, todos apresentavam fator de risco.

A secretaria também informou que, a partir de hoje, a distribuição do fosfato de oseltamivir, medicamento para tratamento de pacientes com influenza A (H1N1), será feita em 42 quartéis do Corpo de Bombeiros das regiões da Baía da Ilha Grande, baixada litorânea, centro sul, Médio Paraíba, metropolitana 1 e 2, noroeste, norte e serrana e mais 15 unidades da capital fluminense. A decisão de descentralizar a distribuição, que até então estava sendo realizada na Central Estadual de Regulação, foi tomada para agilizar a assistência aos pacientes.

A recomendação do órgão é de que o medicamento seja destinado a pacientes graves ou com fator de risco, como crianças menores de 2 anos, grávidas, idosos acima de 60 anos, hipertensos, diabéticos, cardiopatas, pessoas com deficiência imunológica (como pacientes com câncer ou em tratamento para aids) , e com obesidade mórbida. Para retirar o remédio, será preciso entregar no polo de distribuição um formulário preenchido pelo médico e a receita, indicando o uso do medicamento.

De acordo com protocolo adotado pelo Ministério da Saúde, apenas os pacientes com agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas, desde o início dos sintomas, e as pessoas com maior risco de apresentar quadro clínico grave serão medicados com o Tamiflu. Os demais terão os sintomas tratados, de acordo com indicação médica.

Fonte


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati