Mais quatro mortes por gripe suína no estado do Rio de Janeiro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Notícias relacionadas
Pessoas na Cidade do México vestindo máscaras em um trêm pelo vírus H1N1
Mais informações sobre a Gripe:


Agência Brasil

1 de agosto de 2009

Rio de janeiro, RJ, Brasil


A Secretaria Estadual de Saúde do Rio confirmou ontem (31) mais quatro mortes de vítimas da influenza A (H1N1). Agora, o estado já totaliza nove óbitos. Dos casos registrados, três são do município do Rio de janeiro e um é de São Gonçalo. Entre os mortos, estão uma gestante, de 24 anos, um menino, de 9 anos, um adolescente, de 14 anos, e um homem, de 31 anos. De acordo com a secretaria, todos apresentavam fator de risco.

A secretaria também informou que, a partir de hoje, a distribuição do fosfato de oseltamivir, medicamento para tratamento de pacientes com influenza A (H1N1), será feita em 42 quartéis do Corpo de Bombeiros das regiões da Baía da Ilha Grande, baixada litorânea, centro sul, Médio Paraíba, metropolitana 1 e 2, noroeste, norte e serrana e mais 15 unidades da capital fluminense. A decisão de descentralizar a distribuição, que até então estava sendo realizada na Central Estadual de Regulação, foi tomada para agilizar a assistência aos pacientes.

A recomendação do órgão é de que o medicamento seja destinado a pacientes graves ou com fator de risco, como crianças menores de 2 anos, grávidas, idosos acima de 60 anos, hipertensos, diabéticos, cardiopatas, pessoas com deficiência imunológica (como pacientes com câncer ou em tratamento para aids) , e com obesidade mórbida. Para retirar o remédio, será preciso entregar no polo de distribuição um formulário preenchido pelo médico e a receita, indicando o uso do medicamento.

De acordo com protocolo adotado pelo Ministério da Saúde, apenas os pacientes com agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas, desde o início dos sintomas, e as pessoas com maior risco de apresentar quadro clínico grave serão medicados com o Tamiflu. Os demais terão os sintomas tratados, de acordo com indicação médica.

Fonte


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati