MPLA reconhece derrota em Luanda, maior praça eleitoral

Adalberto Costa Júnior, líder da UNITA

28 de agosto de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A UNITA e a Frente Patriótica Unida protagonizaram um feito que fica marcado na história dos processos eleitorais em Angola ganhando a maioria de votos capital, Luanda, principal praça eleitoral do país.

Sob liderança de Adalberto Costa Júnior, a UNITA quebrou a invencibilidade do MPLA, na capital, em 20 anos de processo democrático no país.

Face ao actual cenário, o MPLA mantém-se como o maior partido parlamentar, embora perdendo a maioria qualificada, o que é, também, um resultado directo da votação em Luanda, e João Lourenço é reconduzido como inquilino do Palácio da Cidade Alta, a residência oficial do Presidente de Angola.

Para falar sobre o assunto, ouvimos o jornalista Armindo Laureano; o especialista em assuntos eleitorais, Luis Jimbo; e o secretário para a informação do MPLA, Rui Falcão.

Na análise, afirma-se que a postura do partido liderado por João Lourenço terá agora, forçosamente, de mudar.

Por outro lado, dizem os analistas, espera-se um MPLA mais dialogante no dia-a-dia parlamentar e, provavelmente, com maior abertura para negociar com a oposição, que deverá facilitar a geração de pactos de regime focados em sectores essenciais, como a realização de eleições autárquicas, a saúde e a educação.

Fontes