Lula pede a Zelaya que não dê pretexto para ataques à Embaixada do Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

22 de setembro de 2009

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (22), em Nova Iorque, que conversou pela manhã com o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e pediu a ele que não dê pretexto para que golpistas pratiquem atos violentos contra a Embaixada do Brasil.

Lula comentou a situação política hondurenha em entrevista à imprensa. Desde ontem (21), Zelaya está abrigado na embaixada, em Tegucigalpa. O presidente brasileiro pediu ao governo interino de Honduras que aceite uma negociação democrática e permita que o presidente eleito volte ao poder.

“Não podemos aceitar que, por divergências políticas, as pessoas se achem no direito de depor um presidente democraticamente eleito”, acrescentou Lula.

Na entrevista, ele disse esperar que a Organização dos Estados Americanos (OEA) envie representantes a Honduras para ajudar a resolver a situação. Lula está em Nova Iorque para participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).



Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit