Latinos nas eleições dos Estados Unidos: quantos são, onde estão e como votam?

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de outubro de 2020

Um número recorde de 32 milhões de latinos podem votar nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2020. O aumento, de mais de 15% em relação a 2016, de acordo com um estudo do Pew Research Center, torna os hispânicos os minoria étnica ou racial com maior peso na disputa eleitoral, sobre os afro-americanos.

O aumento se deve principalmente aos jovens. A cada 30 segundos, um hispânico faz 18 anos. É por isso que o Pew Center projeta que 36 milhões de latinos poderão votar em 2024.

Quase metade (46%) dos eleitores hispânicos residem nos dois estados mais populosos do país: Califórnia (com 7,8 milhões de latinos) e Texas (com 5,6 milhões), explicou à Voice of America Mark López, pesquisador do Pew Research Center. A saga é seguida pela Flórida, com 3,1 milhões de cidadãos de origem latina; Nova York, com 2 milhões; e Arizona, com 1,2 milhão.

Isso é importante porque os dois estados com o maior número de latinos não são considerados contestados: no Texas, o partido republicano predomina, e na Califórnia, o democrata. No entanto, na Flórida, "um estado disputado por muitos anos ... os latinos são um quarto dos eleitores registrados", disse Lopez.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com