Israel fará pausas de três horas por dia para envio de ajuda humanitária

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

7 de janeiro de 2009

O Exército de Israel vai fazer pausas diárias de três horas nos bombardeios na Faixa de Gaza. O anúncio foi feito depois da decisão israelense de aceitar a criação de um corredor para o envio de suprimentos ao território palestino. As informações são da BBC Brasil.

As pausas serão feitas entre as 13h e as 16h, horário local de cada dia.

Também hoje, o gabinete de governo do país deve analisar uma proposta de cessar-fogo encaminhada ontem (6) pela França e pelo Egito, durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas em Nova Iorque.

A proposta apresentada pelos presidentes dois países Nicolas Sarkozy e Hosni Mubarak, respectivamente, foi bem aceito pela secretária de Estado dos Estados Unidos, Condoleezza Rice, e prevê a retomada do envio de ajuda humanitária a Gaza e negociações sobre a segurança na fronteira entre palestinos e israelenses.

A embaixadora de Israel na ONU, Gabriela Shalev, não disse se Israel aceitaria a proposta, mas garantiu que o pedido seria “levada a sério”. O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, também se mostrou favorável à proposta.

Ontem, o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, anunciou a decisão de se criar um corredor para levar ajuda aos habitantes da Faixa de Gaza. Israel deve abrir algumas áreas por períodos limitados de tempo. O objetivo é “evitar uma crise humana” na região, de acordo com o gabinete de Olmert.

As duas decisões vieram depois que 48 palestinos morreram em ataques a três escolas administradas pela ONU na Faixa de Gaza. O conflito, iniciado no dia 27 de dezembro, já deixou mais de 666 mortos, entre esses, 215 crianças, e outros 2,95 mil ficaram feridos.

Fontes