Irmão do presidente da Coreia do Norte morre na Malásia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário
Kim Jong-Un.

15 de fevereiro de 2017

Kuala Lumpur, Malásia

A Polícia na Malásia anunciou que Kim Jong-nam (irmão do líder e ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, desde 2011), morreu em Kuala Lumpur (Capital do País), ao pedir ajuda ao pessoal que passava no aereoporto para que levassem ao hospital, após se sentir mal no aeroporto da cidade malaia, alegando que foi atacado por duas mulheres. Mesmo levado às pressas, morreu ao caminho do hospital em Putrajaya, onde está o corpo.

Kim Jong-nam estava no Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur na espera do voo com destino ao Macau (Região Administrativa Especial da China, conhecida por seus estabelecimentos "offshores" dos jogos de cassinos), onde viveu a maior parte do tempo. A prestes de embarcar no voo para Macau, foi atacado por duas mulheres acompanhadas não identificadas.

O assassinato ocorreu por volta das 8 horas do dia 14 de fevereiro hora local (de acordo com outras fontes, foi no dia 13 de fevereiro). A polícia malaia disse que uma mulher desconhecida veio a Kim Jong-nam na zona de rebaixamento do aeroporto e jogou-o lenço de cabeça embebido em algum líquido envenenado. Ele sentiu uma sensação de ardor nos olhos e pediu ajuda no aeroporto e em seguida foi enviado para o hospital, mas morreu ao caminho.

Ainda de acordo com autoridades policiais malaias, elas foram vistas por testemunhos a escaparem depois do incidente por um táxi. A descrição do irmão do ditador ao ataque levou autoridades malaias a suspeitar de que duas mulheres sabiam a presença dele e tenham o esperado por horas, até aproveitarem a oportunidade para o ataque. Câmeras de vigilância dentro e fora do aeroporto estão a ser usados para obter a identificação das criminosas.

Nos documentos sob posse da polícia, ele tinha sido viajando com um passaporte falso em nome de Kim Chol, provavelmente para evitar possível atentado ou ser preso. Já o verdadeiro sob posse hospitalar, de acordo com um membro do departamento de emergência do hospital, disse que o falecido nasceu em 1970 e levou o nome de Kim, tendo de 46 anos.

A suspeita de que Kim Jong-nam, irmão do presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un, terá sido assassinato, provocou reação internacional, principalmente à Coreia do Sul, citando fontes do governo do país. O Canal Chosun informou que o irmão do líder norte-coreano foi morto por duas mulheres com "agulhas envenenadas", presumivelmente empregadas pelos serviços de segurança da Coreia do Norte.

Histórico

Kim Jong-nam é irmão mais velho Kim Jong-un, filho ilegítimo do ex-líder norte-coreano Kim Jong-il (que morreu em 2011), ambos são meio-irmãos e têm mães diferentes.

Ele sempre viveu na China e não tinha parte na gestão no governo norte-coreano. Ele também era conhecido por suas declarações e críticas públicas repetidas ao governo dinástico Kim.

Em 2010, uma tentativa de assassinato foi planejada contra ele e naquela época, parecia ser um acidente de carro. Um agente norte-coreano que tinha sido preso, confessou que fez parte do planejamento.

Acredita-se que Kim Jong-nam foi muito próximo ao seu tio Jang Sung-taek algum tempo atrás, segundo em importância no governo norte-coreano, mas executado sob as ordens de seu irmão em 2013.

Aereoporto de Kuala Lumpur.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati