Homem que acusou Michael Jackson de molestar seu filho é encontrado morto na sua residência

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de novembro de 2009

O pai do menino que acusou o cantor americano Michael Jackson de abuso sexual em 1993 foi encontrado morto dentro do apartamento na cidade de Nova Jérsei, perto de Nova Iorque, nos Estados Unidos, após aparentemente ter cometido suicídio. Segundo a imprensa e a polícia local, Evan Chandler, cometeu suicídio no dia 5 de novembro, mas a morte foi revelada apenas na noite da terça-feira (17). Ele "estava sobre sua cama ainda com a arma na mão e com um tiro na cabeça", disse o porta-voz da Polícia de Jersey City, Stan Eason, que disse que o homem se submeteu a várias cirurgias plásticas para modificar seu rosto.

Chandler revelou em outubro de 1993, a imprensa que seu filho Jordan Chandler, então com 13 anos, foi molestado algumas vezes em que esteve o Rancho Neverland. Defendido por familiares e amigos na época, fontes dizem que Michael nunca conseguiu se livrar totalmente da fama de pedófilo e os tablóides fizeram questão de espalhar a notícia em todos os meios de comunicação.

Na ocasião, em 1994, Michael negociou um acordo de US$ 22 milhões, quantia só revelada em 2003.

Investigação

Evan Chandler tinha uma consulta médica marcada com um hematólogo, que ao notar sua ausência na consulta, ligou para o porteiro do bloco de casas para saber a falta.

O porteiro foi em uns dos blocos de casas em que morava Evan e ao entrar no local, encontrou o corpo e imediatamente chamou a polícia e a emegência 911.

Ele não deixou nota de suicídio, pois ele foi encontrado com um tiro na cabeça a a pistola na mão e deitado na cama.

Evan foi encontrado morto em seu apartamento na cidade de Nova Jersey, em 5 de novembro. Ele estava na cama e segurava um revólver. O seu filho hoje tem 29 anos, mora perto de Nova York e teria cortado relações com o pai em 1996, quando foi atacado por ele com um peso de musculação.

Evan Chandler ficou conhecido internacionalmente, ao revelar para imprensa em outubro de 1993, que seu filho de 13 anos foi molestado pelo Michael Jackson, algumas vezes em que esteve o Rancho Neverland. A acusação pegou de surpresa no mundo inteiro.

Na época, Evan Chandler era dentista de Beverly Hills (Los Angeles), administrou amital sódico, conhecido como soro da verdade, disse que seu filho comentou a ele os abusos por parte de Michael. Em novembro, Michael divulgou vídeo em que negava as acusações. Mesmo assim, algumas pratrocinadoras cancelaram contratos milionários, entre elas Pepsi. Após a morte do cantor, Chandler afirmou que a denúncia era falsa.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati