Há 10 anos, iniciava primeira transmissão da multiprogramação da TV digital no Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Histórias relatadas
Televisão

Mais informações sobre Televisão:

20 de outubro de 2018

Há dez anos era inaugurada no Brasil a multiprogramação da TV Digital. A tecnologia permite a divisão de um canal em alta definição (HD) em até quatro subcanais em definição padrão (SD), que podem transmitir o sinal de emissoras diferentes, cada uma com sua programação independente 24 horas por dia.

A transmissão histórica, em 20 de outubro de 2008, foi realizada pelo canal da Câmara dos Deputados em São Paulo, SP, em parceria com a Assembleia Legislativa paulista e o Laboratório de Pesquisas em TV Digital da Universidade Mackenzie. Entraram no ar, em caráter experimental, a TV Câmara, a TV Alesp e a TV Mackenzie, no canal 61. Hoje, o canal 61 não está mais no ar, pois nesse ano foi transferido para o canal 39, que conta com a TV Câmara, TV ALESP, TV Senado e a TV Câmara SP, para dar espaço ao 4G da telefonia móvel.

O professor e pesquisador Gunnar Bedicks comenta essa experiência pioneira, pela qual foi um dos responsáveis, e que é referência para vários países em processo de digitalização dos canais de TV. "A multiprogramação é um dos atributos definidos no Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD) e permite mais eficiência na utilização do espectro de radiofrequência."

Rede Legislativa

Com a possibilidade de compartilhamento de canais, a Câmara dos Deputados criou, então, a Rede Legislativa de TV Digital, a primeira rede de televisão brasileira com multiprogramação. Já são 49 canais legislativos e seus subcanais pelo País, que alcançam mais de 300 cidades, entre regiões metropolitanas e interior.

Canais de TV são consignados à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal, que os compartilham com a assembleia legislativa e a câmara municipal locais a custos reduzidos. Assim, a população pode ter acesso a informações, discussões e votações por meio das emissoras do Poder Legislativo federal, estadual e municipal.

Serviço

Para obter mais informações acesse as páginas da Rede Legislativa nas redes sociais: www.facebook.com/redelegis e www.twitter.com/redelegis.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati