Guiné-Conacri: Primeiro ministro em ausência não explicada

17 de julho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Agência VOA

Bernard

A junta militar na Guiné-Conacri nomeou um primeiro-ministro interino durante uma ausência não explicada de Mohamed Beavogui da chefia do governo. Durante o anúncio da nomeação não houve explicações do porquê Beavogui se ausentar.

“O ministro do Comércio e Indústria Bernard Gomou foi nomeado primeiro-ministro interino durante o período de ausência de Mohamed Beavogui”, disse a declaração. Beavogui foi nomeado primeiro-ministro em outubro para chefiar uma prometida transição para um governo civil na sequência do golpe de estado de 5 de setembro.

A Comunidade Económica da África Ocidental, CEDAO, rejeitou uma proposta de junta militar para um período de transição de três anos e exigiu que os militares apresentem um novo calendário até ao final deste mês sob pena de sanções econômicas.

Beavogui tinha estado envolvido em tentativas de organizar um diálogo entre os principais partidos políticos e dirigentes da sociedade civil, mas as tentativas foram marcado por boicotes.

Fonte