Guiné-Bissau: Mulheres protestam contra falta de pagamento de salários do Ministério da Educação

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Guiné-Bissau • 15 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

Um grupo de empregadas domésticas contratadas por escolas públicas, maioritariamente mulheres, encontra-se, há cinco dias, barricado em frente ao Ministério da Educação Nacional, em Bissau.

O protesto é liderado pela Associação das Empregadas Domésticas da Guiné-Bissau, cujo presidente, Sene Bacai Cassamá, foi detido ontem pela Polícia, juntamente com mais quatro pessoas.

O grupo exige o pagamento dos salários em atraso que vão de cinco a 15 anos.

Mesmo com a detenção dos líderes do protesto, as mulheres continuam barricadas junto às instalações do Ministério da Educação, cujos responsáveis ainda não se pronunciaram sobre o caso.

Fonte

VOA Português. Guiné-Bissau: Mulheres protestam contra falta de pagamento de salários do Ministério da Educação — Voz da América, 14 de junho de 2021.

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit