Guiné-Bissau: Congresso da PAIGC entre providências cautelares

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Partido garante congresso a partir do dia 30

29 de janeiro de 2018

O congresso do PAIGC, cujo inicio está previsto para terça-feira (30), encontra-se numa encruzilhada judicial.

O juiz do Tribunal Regional de Bissorã, norte do país, terá anulado a decisão que tinha expedido na última sexta-feira, impedindo a realização da reunião magna dos libertadores.

Na base da decisão, segundo o fundamento do tribunal, consta a queixa de um grupo de 7 militantes do PAIGC, pertencentes à Comissão Política da Região de Cachéu, norte do país, que alegam ter sido excluídos da lista de delegados ao congresso.

Uma alegação que o juiz regional considera fundamental para impedir a realização da reunião, que já conta com a presença de muitos convidados estrangeiros, representando diferentes organizações partidárias amigas do partido libertador.

Uma fonte do PAIGC já havia afirmado que a direcção não recebeu nenhuma notificação judicial, que determina o impedimento da realização do congresso, tanto assim que “o acto vai ter lugar na data prevista”, ou seja, a partir de amanhã.

Isto quando, informações adicionais apontam haver uma nova decisão, vinda das instâncias judiciais em Bissorã, anulando, assim, a anterior e permitindo a realização do congresso na data marcada.

“Com esta decisão, hoje, do tribunal confirma-se que o PAIGC organiza o congresso amanhã”, diz João Bernardo Viera, porta-voz do PAIGC.

A tensão, no entanto, continua alta.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati