Guaidó: “Convido toda a Venezuela a se levantar, a resistir, a exigir”

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

27 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, fez um apelo para acompanhar as manifestações e protestos da sociedade civil e reiterou seu apelo para não validar as próximas eleições parlamentares.

Num ato em Caracas, ele pediu que acompanhassem o protesto convocado pelo setor da educação para a próxima segunda-feira, 5 de outubro. “Convido toda a Venezuela a parar, a resistir, a exigir. Vamos conseguir”, disse.

Ele criticou as eleições futuras e se referiu aos protestos que ocorreram esta semana no interior do país: “Estamos de pé e vamos lutar até alcançar a democracia e a liberdade na Venezuela”.

Na mesma semana, o presidente Nicolás Maduro garantiu à Assembleia Geral da ONU que existem "todas as garantias necessárias" para a realização das eleições de 6 de dezembro.

“Hoje temos que […] acompanhar o protesto, fortalecer a mobilização, construir uma consulta onde a maioria se exerça e o povo venezuelano se expresse”, afirmou.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit