Futebol: 12 times europeus anunciam acordo para criação de nova competição e superliga

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de abril de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Doze times da Inglaterra, Espanha e Itália anunciaram ontem a criação de uma nova liga para a disputa de um campeonato de futebol, que segundo a Euronews poderia começar em agosto, com a primeira final prevista para maio de 2022. Outros times, entre eles o Bayern de Munique e o Borussia Dortmund, ambos da Alemanha, segundo a publicação, também estão na lista para se juntar ao grupo, que pode totalizar 20 equipes.

A chamada Superliga Europeia é formada, inicialmente, pelo Manchester United, Liverpool, Manchester City, Arsenal, Chelsea, Tottenham, Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid, Juventus, Milan e Inter de Milão.

O campeonato, segundo o El País, pode movimentar 4 bilhões de euros só em direitos de transmissão pela televisão.

Problemas

O que a Euronews chamou de competição "independente e exclusiva para os clubes mais rico", segundo a agência de notícias recebeu críticas não só da FIFA e UEFA, que ameaçou expulsar os times de suas competições, mas também do poder público. Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, disse que a iniciativa era "danosa" aos campeonatos nacionais, enquanto o presidente francês Emmanuel Macron elogiou times da França, como o Paris Saint-Germain, por recusarem a oferta de fazer parte da Superliga.

Confederações nacionais também se manifestaram contra. Pedro Proença, presidente da Liga de Portugal, disse que "a hipótese da criação de uma Superliga Europeia, pensada e desenhada por uma pequena elite com intenções exclusivas, é algo a que nos continuaremos a opor frontalmente. Uma insanidade que colocaria em causa todos os alicerces fundamentais em que o futebol sempre se desenvolveu". Já a Federação Alemã de Futebol chamou a inciativa de "interesse egoísta de alguns clubes", relata o Público.

O El País tratou o assunto como "guerra total no futebol europeu".

Fontes[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit