Facebook fecha acordo para pagar a News Corp da Austrália

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Facebook chegou a um acordo com a News Corp da Austrália sob uma nova lei que faz com que os gigantes da mídia social paguem aos veículos de notícias nacionais por seu conteúdo.

Os termos do acordo plurianual não foram divulgados no anúncio de terça-feira. O acordo acontece quase um mês depois que o parlamento australiano aprovou uma lei que permitiria a um árbitro do governo decidir o preço que uma empresa digital deveria pagar aos meios de comunicação se os dois lados não conseguissem chegar a um acordo.

O CEO da News Corp, Robert Thomson, disse que o acordo “é um marco na transformação dos termos de troca do jornalismo e terá um impacto material e significativo em nossos negócios de notícias australianos”.

De acordo com o chefe de parcerias de notícias do Facebook na Austrália, Andrew Hunter, o acordo significa que os 17 milhões de usuários da gigante das mídias sociais no país "terão acesso a artigos de notícias premium e vídeos de notícias de última hora da rede da News Corp de redes nacionais, metropolitanas, rurais e suburbanas redações."

A aprovação da lei ocorreu após um impasse amargo entre o Facebook dos EUA e a News Corp, de propriedade do magnata da mídia global Rupert Murdoch, que culminou com o bloqueio do gigante da mídia social de todo o conteúdo de notícias australiano do site, bem como os sites de várias agências públicas e serviços de emergência, incluindo páginas que incluem informações atualizadas sobre surtos de COVID-19, incêndios florestais e outros desastres naturais.

A situação foi resolvida depois que negociadores do governo e do Facebook chegaram a um acordo sobre um conjunto de mudanças na legislação antes de sua aprovação final.

A News Corp diz que sua subsidiária australiana, Sky News, também chegou a um acordo separado com o Facebook que estende um acordo existente.

As empresas de mídia australianas têm visto sua receita de publicidade cada vez mais drenada por grandes empresas de tecnologia como Google e Facebook nos últimos anos.

O Google também ameaçou bloquear o conteúdo de notícias se a lei fosse aprovada, mesmo alertando em agosto passado que as informações pessoais dos australianos poderiam estar “em risco” se os gigantes digitais tivessem que pagar pelo conteúdo das notícias.

Mas a empresa já havia assinado uma série de acordos separados com a News Corp e outros gigantes da mídia australiana, como Nine Entertainment e Seven West Media.

A Nine Entertainment e a Seven West disseram que assinaram cartas de intenções com o Facebook em um possível negócio.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit