Explosão no porto de Beirute deixou 178 mortos e 6.568 feridos, segundo a OMS

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de agosto de 2020

A OMS publicou um alerta especial - donor alert - em seu website na semana passada, no dia 18 de agosto, solicitando doação de sangue para os feridos durante a explosão no porto de Beirute no dia 04 de agosto passado. A organização também divulgou um relatório com os dados atualizados sobre a situação:

  • 178 mortos
  • 6.568 feridos, muitos deles com queimaduras
  • três hospitais destruídos, sem funcionar
  • três hospitais severamente danificados
  • 500 leitos de hospitais perdidos
  • 17 containers de material de uso hospitalar destruído

"A situação sobrecarregou o sistema de saúde, que já estava em dificuldades devido à crise sócio-econômicas e a pandemia de Covid-19", enfatizou a OMS no boletim.

A explosão

No início de agosto, uma carga de nitrato de amônio estocada há cerca de seis anos do porto de Beirute explodiu, atingindo tudo em diversas quadras ao redor, desde prédios a pessoas. Os dados iniciais indicavam cerca de 50 mortes e 3 mil feridos, números que aumentaram nas horas e dias seguintes, conforme a busca por vítimas continuava.

O governo chegou a dizer que a explosão poderia ter sido causada por um ataque externo, como uma bomba, mas investigações posteriores revelaram que o motivo do incidente havia mesmo sido o descuido com armazenamento do nitrato de amônio no local.

A explosão também deixou cerca de 300 mil pessoas sem local para morar e os prejuízos foram estimados em mais de 3 bilhões de dólares.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com