Ex-vereador ligado a milícias é morto em condomínio na Barra da Tijuca, no Rio

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

10 de junho de 2009

Rio de janeiro, RJ, Brasil

O ex-vereador Josinaldo Francisco da Cruz, conhecido como Nadinho do Rio das Pedras, foi morto às 12h50 de hoje (10) no interior do Condomínio Rio 2, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Ele foi atingido por vários tiros quando saía do restaurante próximo à área da piscina. O corpo de Nadinho continua do local, onde está sendo periciado pela polícia neste momento.

Nadinho era acusado de chefiar a milícia que domina a favela Rio das Pedras e era apontado como responsável pelo assassinato do inspetor de polícia Félix Tostes, suspeito de chefiar uma máfia de caça-níqueis, com quem Nadinho disputava o controle da região. A morte do inspetor ocorreu há dois anos, em um atentado em que seu carro foi atingido por cerca de 40 tiros.

Segundo o advogado de Nadinho, Edson Fontes, o seu cliente já vinha sendo ameaçado de morte, tendo sofrido um atentado em dezembro passado. Nadinho foi apontado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Milícias da Assembléia Legislativa do Rio de chefiar uma das mais antigas, tradicionais e lucrativas milícias do estado.

De acordo com moradores que viram o assassinato, o autor dos tiros foi um homem vestido de preto, usando touca ninja. Após o crime, ele embarcou em um carro prata e saiu atirando, atingindo pelo menos cinco carros que estavam estacionados. Um policial militar, ainda não identificado, que estava com o ex-vereador, também foi atingido e levado em estado grave para o Hospital Municipal Lourenço Jorge.

Fonte