Ex-chefe da inteligência venezuelana deseja chegar a um acordo com a justiça

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de setembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O ex-chefe dos serviços de inteligência venezuelanos, Hugo “El Pollo” Carvajal, acusado de supostos crimes de tráfico de drogas, estaria disposto a chegar a um acordo com a justiça ou ser processado fora dos Estados Unidos.

A declaração foi feita por sua advogada, María de los Dolores de Arguelles, depois que Carvajal testemunhou na segunda-feira perante os tribunais espanhóis por sua própria vontade. Ele o fez perante o juiz do Tribunal Nacional Manuel García-Castellón.

A advogada de Carvajal explicou que seu cliente "confia na justiça espanhola" e "não teria problemas para chegar a um acordo" ou "fazer o procedimento fora dos Estados Unidos". Ele argumentou que está “bem” e “calmo”.

Carvajal havia sido preso dias atrás em Madri. A advogada qualificou de "interessantes" as declarações que Carvajal prestou voluntariamente durante uma hora e meia perante o juiz García-Castellón.

No entanto, ele não ofereceu mais detalhes, pois a investigação permanece secreta.

A advogada deixou claro que os recursos legais impostos no caso de Carvajal impedem o processo de extradição até que haja uma decisão final. Ela também negou que seu cliente tenha passado por mudanças físicas devido a cirurgias plásticas.

Argüelles confirmou que aguarda um recurso contra a decisão do Conselho de Ministros de enviá-lo aos Estados Unidos e um recurso contra a negação de asilo.

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit