Estados Unidos e Coreia do Sul intensificam relações militares

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

22 de maio de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Agência VOA

Num sinal de endurecimento face à Coreia do Norte, os presidentes dos Estados Unidos e Coreia do Sul, Joe Biden e Yoon Suk Yeoh prometeram hoje fortalecer a sua cooperação para “fazer face aos desafios de segurança regional incluindo a ameaça” da Coreia do Norte.

Falando numa conferência de imprensa após conversações em Seul Biden disse que os dois países vão fortalecer a sua “posição de dissuasão e cooperar para a desnuclearização completa da península coreana”.

O presidente sul-coreano disse por seu turno que o seu homólogo americano tinha reafirmado o “comprometimento férreo com a defesa” da Coreia do Sul tendo acordado num aumento substantivo da dissuasão.

Uma declaração conjunta disse que Biden e Yoon concordaram em expandir “o alcance e escala dos exercícios militares conjuntos e treino na e em redor da península coreana”.

As duas partes comprometeram-se também em “identificar novas e adicionais medidas para reforçar a dissuasão” tendo em conjunta “as atividades destabilizadoras” da Coreia do Norte.

Os dois dirigentes discutiram também a chamada Estrutura Econômica do Indo-Pacífico, IPEF, a ser formalmente lançada na segunda-feia em Tóquio.

Fontes