Espanha: polícia prende 5 jihadistas sob suspeita de preparar um ataque terrorista

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

14 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Centro Europeu de Combate ao Terrorismo da Europol anunciou hoje que, juntamente com a Polícia Nacional da Espanha, prendeu cinco argelinos que seriam membros do grupo terrorista Estado Islâmico e que estariam preparando um ataque terrorista. Entre os presos está um extremista há muito tempo conhecido e monitorado pelos policiais, apelidado Sheik, que liderava a célula terrorista.

As prisões ocorreram em Barcelona e Madrid e a polícia chegou até o grupo após saber que seus membros estavam tentando adquirir um rifle Kalashnikov. Vários cartuchos de munição e facões de grande porte foram apreendidos em suas casas.

A ação, chamada Operação ARBAC, começou em dezembro de 2020, depois que a Polícia Espanhola detectou a entrada na Espanha de um membro do Estado Islâmico. Ele e dois cúmplices foram presos em Barcelona em janeiro deste ano sob suspeita de preparar um ataque terrorista. Os três, segundo a Polícia Nacional, estavam ligados a Sheik, que já havia sido preso na Turquia em 2016 enquanto tentava ingressar no Estado Islâmico. Depois de ser solto, Sheik esteve em diversos países, como Malásia, Tanzânia e Argélia, onde recrutou membros para o grupo terrorista.

Em março de 2021, Sheik entrou na Espanha, quando passou a ser rastreado, o que permitiu a identificação, em Barcelona, do grupo preso.

A Europol agora investiga se há outras células terroristas ligadas ao grupo preso em outros países da Europa.


Fontes[editar | editar código-fonte]

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit