Espanha: governo das Ilhas Canárias declara alerta máximo devido aproximação do ciclone Hermine

24 de setembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Hermine se dirige para norte e se aproximará das Ilhas Canárias

O Governo das Ilhas Canárias, Espanha, declarou ontem situação de Alerta Máximo de Chuvas no arquipélago devido à aproximação do ciclone Hermine, hoje à tarde classificado como uma tempestade tropical. O presidente das Canárias, Ángel Víctor Torres, apelou à "prudência" e à "autoproteção e máxima precaução" durante o fim-de-semana, face ao que, salientou, "podem ser as chuvas mais importantes dos últimos anos”. O aviso é válido pelo menos até segunda-feira.

Apesar das previsões indicarem que o ciclone não tocará terra nas Canárias, o fenómeno meteorológico causará chuvas significativas, que podem passar de 100mm em 12 horas e que tem potencial para inundações. Também há alertas para ventos fortes, que podem passar de 65km/h.

Hermine é o oitavo (8º) ciclone tropical a ser nomeado pelo NHC para a temporada de furacões deste ano no Atlântico Norte.

Serviços suspensos

Ante a declaração de alerta, o governo decidiu suspender as aulas na próxima segunda-feira e hoje o Ministério da Saúde das Canárias informou que as visitas a hospitais ficariam restritas em todas as ilhas para limitar ao máximo a mobilidade, como medida de segurança para toda a população.

"A partir de hoje até à próxima segunda-feira, as visitas familiares a doentes internados em hospitais estão limitadas apenas a quem necessite de acompanhamento 24 horas por decisão médica (como é o caso de doentes em cuidados paliativos, com doença avançada, portadores de cartão AA, grávidas e pós-parto) e menores, apenas com um acompanhante por paciente", diz o comunicado.

Notícias Relacionadas

Fontes