Erro técnico faz o site de buscas Google prever assassinato do opositor russo três dias antes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Internet
Navegação Internet
Outras notícias sobre Internet

1 de março de 2015

Quase um dia depois do assassinato de uns dos líderes da oposição russa, Boris Nemtsov, irradiou rapidamente em redes sociais, comentários de que a notícia de que seu assassinato foi anunciado a três dias antes na Internet, por conta de uma foto em que reproduz parcialmente a print screen do site de buscas da internet, a versão ucraniana de Google. No cache de notícia do assassinato de Boris Nemtsov, web-robots do site de busca, mostra "três dias atrás", 25 de fevereiro, de três dias antes do assassinato foi cometido, dia 27.

Essa descoberta foi realizada quando se faz busca pelo termo da jovem modelo ucraniana que caminhava com Nemtsov que presenciou o assassinato, Ana Durickaja (ou "Ane Durickaje", "Anna Durickaja" ou "Anne Durickaje", dependendo da grafia para alfabeto latino), em alfabeto cirílico ("Ане Дурицкаје" ou "Анна Дурицкая"), mostra o site ucraniano fraza.ua, que no entanto, não mostra referida morte antecipada, apenas noticiando que a modelo é umas das testemunhas do caso.

Horas depois dessa notícia ser publicada e preservada, os mecanismos para busca não estavam preparados esta notícia, o que provocou esse erro. Espera-se que o web robô Google encontrou naquele site (que são fáceis de instruir os robôs para o texto) se esqueceram de colocar o comando noindex e nofollow, para que os robôs Web coletem datas corretas e o texto encontrado no site o fez que três dias antes do assassinato e por vir. Após esse evento ser divulgado nas redes sociais, em menos de 24 horas, esse erro desapareceu no site Google ucraniano a partir do cache.

No entanto, consultados pela imprensa e debatido em redes sociais, os especialistas garantem que quem opera esse mecanismo de busca no Google é simplesmente impossível os robôs da Google Web cometam esse erro no primeiro registo de um determinado texto na Internet e que os metadados sejam manipulados ou falsificados. Depois desse evento, surgiram teorias conspiratórias na internet sobre o assassinato de Boris Nemtsov, desde envolvimento com passado duvidoso desse político até possível envolvimento do próprio governo russo ou ucraniano.

Notícias Relacionadas[editar]

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati